• pamelamr

Flores para quintal


Ainda que as folhagens estejam em alta, um jardim florido nunca sai de moda. Para quem aprecia espécies com flores, separamos 8 opções que podem ser cultivadas em canteiros, como maciços ou até trepadeiras. Enquanto algumas espécies preferem sol pleno, outras são mais indicadas para meia-sombra. Mas uma coisa é certa: suas cores e perfumes irão trazer vida garantida ao quintal!



· Madressilva


A madressilva é uma trepadeira que pode chegar a até 9 m de altura e é considerada uma espécie ornamental. A planta ficou conhecida por suas flores que nascem brancas e envelhecem amarelas, preenchendo qualquer jardim com seu perfume



· Lanterninha chinesa


A espécie é ideal para quem busca um pequeno arbusto com estilo rústico, uma vez que os galhos crescem em diferentes direções e dão a sensação de que são pesadas, já que ficam levemente caídos.



· Primavera


Se você nunca ouviu o nome primavera, bem possível que já tenha ouvido alguma dessas outras opções de nomes: Buganvile, Buganvília, Ceboleiro, Flor-de-papel, Pataguinha, Pau-de-roseira, Roseiro, Roseta, Santa-rita, Sempre-lustrosa, Três-marias.



· Helicônia


Com certeza você já viu essa espécie em algum jardim, e bem possível que a beleza dessa planta te chamou a atenção. O modelo é um pendente com coloração avermelhada que fica lindo na jardinagem, mas que também é uma grande aposta para enfeitar vasos decorativos. O plantio da helicônia deve ser feito em locais quentes, uma vez que a espécie não resiste a baixas temperaturas. Além disso, a planta deve ficar em solo rico em matérias orgânicas e bem regado. A adubação garante a espécie floração durante todo o ano.



· Rabo-de-gato


O nome da planta é exatamente o que ela lembra – um rabinho fofinho de gato. A espécie tem florescência avermelhada em uma haste fofinha que parece uma pelúcia. E se você se lembrou da espécie, mas não ligou o nome a planta, é possível que a conheça por outros nomes como Acalifa ou Acalifa-rasteira. O plantio deve ser feito em plena luz do sol, já que a espécie é resistente e se adequa muito bem a um lugar com sol; no entanto, o rabo de gato não resiste a geadas e frios intensos. O solo deve ser fértil e adubo para garantir a floração.



· Ave-do-paraíso


Além de dar um visual lindo com seu arbusto e flores alaranjadas, a espécie ainda é bem conhecida por ser uma espécie de corte e que costuma entrar na decoração com vasos. Se a intenção é adotar a espécie na jardinagem, o arbusto é facilmente adaptável em jardins simples, até projetos sofisticados, desde que fique em plena luz solar. Mas vale lembrar que a ave-do-paraíso até aguenta algumas temperaturas mais amenas. Para garantir o bom desenvolvimento da espécie, é indicado que o solo seja rico em matérias orgânicas e bem drenado.



· Lírio-da-paz


A espécie, também chamada de bandeira-branca ou espatifilo, se desenvolve muito bem em sombra e por isso é uma espécie de planta indicada para jardins de inverno. A folhagem verde escura acontece por conta da falta de luz, e o brilho é característica marcante do lírio-da-paz, que tem floração branca. Para plantar a espécie em sombra total ou a meia sombra, a dica é escolher um solo fértil e com boa drenagem. Já a manutenção não é nada complicada, uma vez que basta regar frequentemente o jardim e fazer podas anuais.



· Antúrio


Esse é aquele tipo de planta que fez parte do jardim ou até do vaso decorativo da casa da vovó. E com o tempo a flor ficou esquecida, mas melhoramentos genéticos e a nova variedade de cores (vermelha, rosa, salmão, branca, verde e chocolate) estão fazendo com que a planta volte a integrar os projetos paisagísticos. Além da sua beleza, a espécie ainda voltou para a jardinagem por conta da facilidade de adaptação, e principalmente, quando o plantio será em áreas sombreadas e até embaixo da sombra de árvores do jardim. A indicação é de plantar o antúrio em locais de sombra e com solo úmido, de modo a sempre regar a área para manter a umidade da terra. Em relação a manutenção, é indicado o uso de adubos para garantir a floração e replantio a cada 3 anos, de modo a revigorar a planta.



Com todas as dicas de espécies de flores para jardim, agora é só levar em consideração seu espaço, tempo para manutenção e características de cada planta para escolher a melhor flor para dar cor ao projeto paisagístico.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo