• pamelamr

Plantas seguras para animais: Saiba quais espécies são seguras para ter em casa e quais evitar


É inegável que ter plantas em casa faz toda diferença, elas têm uma beleza singular e sempre proporcionam mais vida à decoração de qualquer ambiente, além de melhorar nossa qualidade de vida e ser um hobbie terapêutico.


Porém, infelizmente, para quem tem um bichinho de estimação em casa essa pode vir a ser uma grande preocupação e deve-se tomar alguns cuidados, pois alguns acidentes podem acontecer.

Ao puxar a planta um vaso pode cair em cima dele, por exemplo e fazer uma grande bagunça e sujeira de terra e além de matar as plantas e o mais alarmante e realmente preocupante: seu pet pode sofrer uma intoxicação provocada pela ingestão de uma espécie tóxica.


Embora as plantas e os pets alegrarem o ambiente e muitos bichinhos adoram comer um matinho de vez em quando, alguns tipos não devem ficar no mesmo local que o seu amigo peludo.


O melhor é sempre deixar a planta em um local alto, de difícil acesso para o animal e dar preferência a espécies de plantas pet friendly, ou seja, que não ofereçam nenhum risco à saúde do seu bichinho.


Se você é pai ou mãe de pet e não abre mão da vivacidade que as plantas trazem para sua casa, veja a seguir algumas dicas de quais podem conviver tranquilamente com seu filho de quatro patas e quais é melhor evitar.


Confira abaixo nossa lista.


  • Orquídeas: purificam o ar e não liberam odores capazes de causar alergia. Também produzem uma grande quantidade de oxigênio, fundamental para nós.


  • Pata de Elefante: embeleza qualquer ambiente, ótima para decoração e é inofensiva para os cães.


  • Manjericão: Benéfica para humanos e pets, essa e outras ervas como a salsinha e a hortelã são ótimas para o sistema imunológico, além de ter um cheiro muito gostoso. Então você pode apostar em uma horta em casa com tranquilidade!



Outras plantas que podemos citar seguras ou indiferentes para a saúde dos cães são:

Clorofito, Calatheas, Lavanda, Camomila e Capim-Limão.



O perigo pode morar no seu quintal


Existem algumas plantas que o tutor pode ter, mas essas devem ficar fora do alcance do pet, pois elas podem apresentar diversos riscos para a saúde e integridade física do animal.


Algumas podem ser pontiagudas, outras são altamente tóxicas e podendo levar a graves reações até mesmo à morte.


Veja abaixo algumas plantas que você deve manter fora do alcance dos seus pets.


  • Lírio da paz: Eles são muito comuns nas casas devido a sua delicadeza, porém essa planta é bem tóxica para os pets e pode causar graves sintomas, como queimação e irritação na mucosa, vômito e outros sintomas de intoxicação.


  • Rosa do Deserto: Apesar de ter aparência inofensiva, é venenosa e pode levar o o animal a óbito se ingeri-la em grande quantidade. Sintomas como diarreia, vômito e arritmia cardíaca podem ocorrer.


  • Suculentas: Essas são as preferidas de muitas pessoas por precisarem de cuidados simples e serem plantas de fácil manutenção, existem vários tipos delas, mas algumas são tóxicas, como: Planta Jade, Aloe e Aveloz. Quando ingeridas, podem apresentar sintomas de toxidade e mal estar no cão.


Outras plantas que indicamos que você tenha cuidado com o pet em casa são: Flor de maio, Comigo Ninguém Pode, Copo de Leite e Azaleia.



Meu cachorro comeu uma planta tóxica, e agora o que fazer?


Quando o pet come uma planta, normalmente o tutor percebe pelos rastros de plantas picadas que ficam espalhadas pelo chão da casa.


Fique atento para o caso de ele apresentar algum sintoma característico de intoxicação como por exemplo vômito, alteração na temperatura, cansaço, desorientação e frequência respiratória. Caso isso ocorra é indispensável levá-lo até o consultório veterinário imediatamente.


Se você conseguir, leve também um pedaço da planta ou pesquise durante o atendimento o tipo de espécie que foi ingerida para que o médico faça um diagnóstico preciso e o medicamento correto.



Como evitar que meu pet tenha uma intoxicação?


Essa é uma medida mais simples. Não mantenha plantas tóxicas em casa, ensine que ele não pode chegar perto ou deixe ela em um local alto, de difícil acesso para o seu cão, assim não terá nenhum risco de ele ingerir a planta.


Os filhotes costumam ser mais curiosos e ativos e tendem a investir nas plantinhas, mas não descarte a possibilidade de um animal adulto também tentar, principalmente se a planta for novidade na casa.


Não se esqueça de que muitos pets adoram comer matinhos, e realmente existem diversos tipos de plantinhas que são muito boas e ervas que até mesmo amenizam o desconforto estomacal e melhoram a digestão do pet.


Com algumas medidas preventivas simples, dá para ser mãe ou pai de pet e de plantas sem se preocupar ou correr riscos desnecessários.


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo